Writing, Flying and Huevos Revueltos

September 21, 2005

Interessante história de um quadro de família

Casaram-se todos entre primos. Dª Ignácia Cassiana da Cunha, a mulher retratada no quadro, tinha o mesmo rosto de Luiza Jocelina, minha bisavó e o de Milota, minha avó, que era o rosto de tia Alcira e o de minha mãe, Ivete. Milota já velhinha, era a cara de Umbelina Josephina da Cunha, sua avó ! Se pareciam todas!

O quadro ficava na sala de jantar da casa de minha avó Milota, casa que não existe mais, que foi destruída, obrigando todos os fantasmas a abandonarem suas paredes e se isolarem em um lugar aonde não posso mais aceder à suas lembranças. Eles foram para sempre perdidos!

Quando criança, eu sabia que o casal da foto eram pessoas longínquas, tão longínquas e imponentes que estar na sala sózinha com esta e as outras fotos penduradas no muro era estar cercada de fantasmas. Assim, eu lhes adressava um respeito temeroso.

As duas fotos do casal que eu coloquei nesta página são detalhes do quadro que é por sua vez uma colagem aonde consta também a fazenda Rio do Peixe, uma das propriedades da família. É este o quadro original que guardo comigo em Montreal. Ele foi feito à partir de duas fotos originais do casal, tiradas separadamente, de 1860, e que são parte integrante do álbum de Elóy que está em minha possessão. A terceira imagem, que retrata a fazenda, também está no álbum.
Segundo as lembranças do jornalista Adail de Oliveira, primo de minha mãe, e que remotam à sua infância, o quadro ficava numa das salas do Sítio Califórnia, em Juiz de Fora, de propriedade de meu bisavô Elóy. Este quadro foi-me ofertado por meu tio-padrinho, José Carlos de Oliveira, em janeiro de 2004, quando eu passei de surpresa para visitá-lo em Três Rios.
Consta uma anotação no verso do quadro que diz o seguinte: "Foto do Coronel Antônio Carlos de Oliveira".

Um dos netos do Coronel Antônio Carlos de Oliveira era meu avô, Antônio Carlos Rodrigues de Oliveira, que também deixou a seguinte anotação atrás do quadro : "Recebi este quadro em lembrança de meus avós maternos, e o mesmo foi-me oferecido por Ignacia e Laura em 13 de outubro de 1964. "
Ignácia e Laura eram suas irmãs, filhas de Elóy e Anna.

Abaixo da anotação de meu avô, existe uma outra anotação: "Em 11 de agosto de 1984, o mesmo foi doado à José Carlos de Oliveira, filho de Antônio Carlos Rodrigues de Oliveira."

As fotos do casal datam da época do casamento, 1862. As da fazenda, de 1872. Recebi o quadro em 1 de janeiro de 2004. Chegando em Montreal, percebi, ao lendo as anotações do verso, que o quadro mudou de proprietário de 20 em 20 anos exatamente: 1964, 1984, 2004!

No verso também está escrito que o qudro foi roubado e vendido mas que Billo e Ignácia conseguiram reavê-lo. Quem roubou? Quem é Billo?

5 comments:

Un peu de retenu, SVP! LOL :))