Writing, Flying and Huevos Revueltos

November 27, 2005

Comentário à uma parte da reflexão da Pat

Não creio que homens e mulheres sejam fundamentalmente diferentes. O ser humano tem comportamento muito idêntico em determinados contextos e o contexto aonde um ser é considerado inferior gera sempre um desequilíbrio cujo efeito dominó cresce à ponto que a raiz do problema é ignorada. Estou dizendo isso para explicar que eu não tenho certeza que, se as mulheres tivessem vivido num mundo aonde elas se acreditassem superiores depois de séculos -com todo espaço para abusos que essa mentalidade permite-, elas também não seriam agressoras.

Acho que existe também muita fúria nas mulheres, mas que toma uma forma de auto-destruição (?)... sera que é verdade? Algo me incomoda nisso, eu acho que nao é tao simples; existem também mulheres brutais (estar em estado considerado inferior e ser tratada como tal é totalmente destruidor).

Quero dizer também que não acredito que a raça humana seja formada de duas raças. Existem, e muito, homens maravilhosos, tranquilos, compreensivos, com uma forte dose de humanismo. Mas sou totalmente de acordo que toda escravagem é uma doença infecta, e as mulheres a maior parte da historia da humanidade tal como a conhecemos, em estado de submissao, em diferentes graus segundo épocas e sociedades. Por isso posso desculpar certos atos cometidos em estado de escravagem porque foram a forma do indivíduo oprimido sobreviver.

Acho que virilidade pode existir tanto em homens quanto em mulheres, assim como um homem pode também ser feminino sem ser homosexual. Conheci mulheres forte e homens cheios de ternura e dengo, homosexuais ou heteros. Eu acho que não existe esse negócio de catalogar os sexos dando características próprias como se fosse uma peculiaridade; o ser humano é complexo. Mas gosto de dizer: um ser considerado inferior cria uma forma de escravagem e a escravagem é uma doença, no final das contas tanto para o “senhor” quanto para o ‘escravo’.

Acho que todo mundo pode ser seduzido pela virilidade, não só a masculina.  Admiro a virilidade e a feminilidade, gosto de gente dengosa, sedutora e feminina tanto quanto pessoas virils. Tenho um amigo que é só ternura. Sempre foi. Ele não é gay, mas é de um dengo tão gostoso que me dá um prazer muito grande de vê-lo, de ouvir sua voz, seus gestos. E ele tem uma lista interminável de mulheres apaixonadas fazendo a fila na sua porta, embora seja bem casado e um cara bem honesto.

A deusa Atenas é uma das minhas figuras mitológicas preferidas, como é também Marte, deus da guerra. Segundo a astrologia, eu tenho a Lua na primeira casa e parece que isso em astrologia diz que tenho o espírito guerreiro, e eu adoro essa coisa! E muito embora eu nao goste de lutas. Mas sou atraída pelo espírito desbravador, que aspira conquistas do que é novo e desconhecido. Acho que quando somos atraídos pela virilidade é por estas qualidades que somos atraídos. Entao, quando a gente fala em viril, ja imagina uma barba! Quem disse que mulher nao poe ser viril e feminina? Essa idéia subentende de forma rampante e escondida que uma pessoa que tem característica feminina não pode ser empreendedora, dinâmica, forte, guerreira, desbravadora, independente, creativa, etc e tal.  Papo furado! e o primeiro passo para nós que pedimos igualdade é começar a parar de acreditar nisso.

Uma mulher pode ser feminina, dengosa, cheia de ternura e ter todas estas qualidades. Como um homem também.
Depende saber o que é realmente o tal do poder feminino. Seria realmente a essência da alma das mulheres? Esta essência seria superior à essência masculina? Existe realmente uma essência masculina ou feminina? Não sei, mas isso iria contra a minha crença/ esperança de que o ser humano possa um dia viver num mundo egalitário. Egalitário e sem pretensão à uma superioridade qualquer de um ou outro indivíduo, mesmo se referindo aos animais.  Por isso concordo que a idolatria do masculino freia a evolução da raça humana, em todos os sentidos. Toda idolatria é involução, mesmo de um pretenso poder feminino superior.

Acho que o problema é o desconhecimento, o medo, a falta de compaixão, a falta de empatia. Certas pessoas, frutos do medo, cultivam a ignorância machista por ter virado escravos de seus próprios mecanismos de defesa; eles nao podem pensar porque estao ocupados em se defender. Acho que, em pequenas ou grandes doses, existe um machismo na grande maioria das pessoas, por simples falta de interesse. Nao tem nada complicado, mas tem muita falta de interesse.

A sociedade humana é aleijada e não só de uma parte, mas das duas, porque são as mulheres que vivem mais intimamente com as crianças. E estas crianças aprendem, antes de tudo por mimetismo, a considerar o ser que lhes deu vida, e na maioria dos casos o ser que deu amor em primeiro lugar, como um ser inferior. Quer dizer, a sua matriz é doente e imperfeita! Logo, vc será pior do que ela porque um simples produto de toda esta imperfeição. É claro, isso está na maioria das vezes inconsciente e sorrateiro, mas de forma sutil toda a nossa cultura envia esta mensagem diariamente e automaticamente.

Com o passar dos séculos, a mulher foi ficando mais forte, tanto biologicamente como psicologicamente, por causa desta luta constante. Ela aprendeu a sobreviver num meio hostil. Mas a humanidade desconhece o que é uma verdadeira mulher, como a humanidade desconhece o que é um verdadeiro homem. Quer dizer, um ser com todas as sua capacidades livres e autônomas, de se exprimir e viver livremente, de construir, de criar, de amar. Simplesmente porque as mulheres nunca puderam se expressar na maioria das sociedades e diferentes épocas da história humana. A verdadeira mulher está nascendo agora, tranquilamente. E se deus quizer, o verdadeiro homem nascerá junto com ela.


6 comments:

  1. Oi, KS! já tô indo dormir (ainda tô exausta da viagem!), mas amnhã volto e leio os posts seus e da Pat! obrigada pela participação na blogagem! beijoca!

    ReplyDelete
  2. Olá, obrigada pelo comentário ono blog. Mto bom teu blog, vc é inteligente, gostei de ler o post que fala de homens e mulheres, tem razão. abs, elianne

    ReplyDelete
  3. KS
    Fiquei muito emocionada com o seu texto. E acho que voce está certa em dizer que a humnidade desconhece a verdadeira mulher e o verdadeiro homem. Espero que no futuro, as diferenças, se elas existem mesmo, só venham a se complementar.
    Parabéns!

    ReplyDelete
  4. Puxa, lindo e verdadeiro esse texto. Tens razão quando dizes que a verdadeira mulher está nascendo agora... e tenho certeza que o verdadeiro homem também está vindo junto... a geração dos nossos filhos, com certeza, está"
    Beijo grande

    ReplyDelete
  5. I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
    »

    ReplyDelete
  6. Your website has a useful information for beginners like me.
    »

    ReplyDelete

Un peu de retenu, SVP! LOL :))